Facebook
Twitter
Youtube
Flickr

Notícias

No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos

Atividades reuniram mais de 600 estudantes em duas escolas dos bairros Murta e Itaipava
Data de inclusão: 03/09/2021 17:13

Aproveitando o clima das Paralimpíadas, que seguem até o próximo domingo (05) em Tóquio, as escolas básicas Maria José Hülse Peixoto, da Murta, e Inês Cristofolini, do bairro Itaipava, promoveram uma série de atividades paradesportivas com os estudantes. A intenção é despertar a sensibilidade e a empatia dos alunos com as pessoas com deficiência. Também foi lançado um projeto com foco na inclusão.

Na Escola Integral Hulse Peixoto, o projeto “HP Valorizando as Diferenças” foi realizado durante as últimas aulas de Educação Física e voltarão a acontecer no final de setembro, quando ocorre a Semana de Valorização das Diferenças. Na unidade, os professores Fabrício de Avila Honorato, Leonardo Morais Moreira, Henry Samenezes, Eduardo Mezzon e Tiago Marques realizaram uma série de atividades paradesportivas com os alunos. Teve voleibol sentado, handebol para cadeirante, caminhada com guia e até o goalball, quando os alunos colocaram vendas nos olhos para simularem a deficiência visual, pré-requisito para a prática deste esporte.

Com os esportes adaptados, também foi possível trabalhar com os alunos, o desenvolvimento de movimentos por meio de habilidades naturais, lateralidade, noção de tempo e espaço. “Todas as atividades envolvidas foram elaboradas para que os alunos tivessem as experiências e as vivências com as dificuldades de uma pessoa com deficiência e, assim, despertar neles a sensibilidade e a empatia na prática para com as pessoas que têm dificuldades e limitações”, explica o professor Fabrício Honorato.

Já na Escola Básica Professora Inês Cristofolini, as atividades ocorreram de 23 a 27 de agosto, com o objetivo de informar, oportunizar e conscientizar os alunos sobre a importância da tolerância e do respeito diante das diferenças. “Acreditamos que a inclusão acontece quando se aprende com as diferenças e não com as igualdades”, enfatiza a diretora da unidade, Patrícia Calda de Oliveira.

Projeto Paradesporto Educacional – Asas da Inclusão

Durante este período, ainda foi lançado o projeto “Paradesporto Educacional – Asas da Inclusão”, desenvolvido pela professora de Educação Física, Fayola Bueno da Silva, e pela professora de Atendimento Educacional Especializado, Noemi Silva Moreira. A iniciativa objetiva atender os alunos com deficiência que frequentam a unidade, proporcionando a inclusão social por meio da prática esportiva, além do apoio pedagógico já ofertado nas salas multifuncionais.

“Os atendimentos são realizados no contraturno escolar dentro da escola. A metodologia consiste no cumprimento de quatro etapas: adaptação ao meio, ludicidade, aprendizagem e desenvolvimento motor. O projeto tem uma aula por semana, com duração de uma hora, orientado por uma professora de educação física e uma professora do atendimento educacional especializado”, ressalta a professora Fayola Bueno da Silva. 

Imagens relacionadas

No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
No clima das Paralimpíadas: unidades escolares realizam competições adaptadas e apostam em projetos inclusivos
Facebook
Twitter
Youtube
Flickr
Todos os direitos reservados © 2021- Município de Itajaí